Carregando...
Carregando...

Os 11 problemas mais comuns em instalaes Hidrulicas

Os 11 problemas mais comuns em instalações Hidráulicas

Nem sempre quando optamos por uma reforma hidráulica, podemos ter a certeza de que o serviço ficará livre de falhas. No mundo perfeito, ao contratar um encanador para resolver algum problema de vazamento ou até mesmo executar uma obra do zero, além da necessidade de se respeitar uma metodologia técnica para a bem execução do projeto, fatores humanos devem ser levados em consideração. Erros, omissões, falhas de execução e vícios dos itens hidrossanitários são os maiores causadores de problemas nesse tipo de trabalho.

Listamos abaixo 10 problemas mais comuns para ajudar você identificar inconformidades e evitar problemas antes que eles possam acontecer na sua casa ou condomínio. Vamos lá?

Os 11 problemas mais comuns em instalaes Hidrulicas

Os 11 problemas mais comuns em instalações Hidráulicas

Nem sempre quando optamos por uma reforma hidráulica, podemos ter a certeza de que o serviço ficará livre de falhas. No mundo perfeito, ao contratar um encanador para resolver algum problema de vazamento ou até mesmo executar uma obra do zero, além da necessidade de se respeitar uma metodologia técnica para a bem execução do projeto, fatores humanos devem ser levados em consideração. Erros, omissões, falhas de execução e vícios dos itens hidrossanitários são os maiores causadores de problemas nesse tipo de trabalho.

Listamos abaixo 10 problemas mais comuns para ajudar você identificar inconformidades e evitar problemas antes que eles possam acontecer na sua casa ou condomínio. Vamos lá?

 

1 - Tubulações Plásticas expostas a ação do tempo

Materiais plásticos, como tubulações de PVC, quando expostos ao tempo e diferentes temperaturas podem demostrar mudança de coloração como desbotamentos e alterações químicas. Ressecamento, perda da resistência, rachaduras são resultados da ação do tempo aplicadas a esses materiais. Fique de olho!

 

2 – Ausência de tampas estanques

O armazenamento correto de água potável em cisternas e caixas d’água é fundamental em uma casa, condomínio ou espaço profissional. As tampas que dão acesso a esse tipo de unidade, deve ser estanque em seu fechamento. Sujeiras, insetos e até mesmo pequenos roedores podem comprometer a condição da potabilidade da água e em outros casos, inclusive comprometer os demais itens de abastecimento como tubulações, tanques e mangueiras. Um pequeno detalhe como esse pode livrar você de uma grande dor de cabeça.

 

3 - Localização do Barrilete

O barrilete é o conjunto de tubulações em instalações prediais que conectam os reservatórios de água a parte de distribuição. A localização do barrilete deve ser sempre acessível, pois em manobras de abertura e fechamento, é um item que deverá ser acessado de maneira prática e segura. Uma falha bastante comum é o barrilete dividir o mesmo espaço com outros mecanismos, como casa das maquinas ou até mesmo lugares muito pequenos ou de difícil acesso.

 

4 - Localização da Casa de Bombas

Para o pleno funcionamento de uma bomba, ela precisa estar afogada, abaixo do nível do reservatório. Falhas na instalação e na execução são mais comuns do que imaginamos, e podem trazer patologias mais graves. Alguns projetos não consideram essa regra e acabam deixando a bomba em parcela superior ao fundo do reservatório.

 

5 – Cisternas enterradas e semienterradas

Quando o encanador recebe o projeto, recebe concebido se a cisterna será enterrada ou semienterrada. O maior risco e o que caracteriza a falha nesse caso é que a cisterna pode não obter o esgotamento por completo. A solução então vem em adaptar a distribuição das tubulações.

 

6 – Válvulas de descarga

Um dos fatores que geralmente caracteriza falha em relação as válvulas de descarga, consiste na escolha errada no diâmetro item hidrossanitário. Pressões devem ser consideradas e não somente o critério dos pesos. Existem tipos diferentes de válvulas para cada tipo de uso. Em edificações elevadas, o ideal é a utilização de válvulas DN 1 ¼’’. onde a pressão de serviço acaba sendo maior e os pavimentos por regra, mais baixos. Já nos pavimentos mais altos, a pressão da válvula deve respeitar DN 1 ½’’.

 

7 - Instalação de água quente em lajes ou contra pisos

Não é recomendado a passagem de tubulação para água quente em preenchimentos de contra piso ou lajes. A tubulação quando utilizada com altas temperaturas, tende a expandir ou retrair devido a dilatação térmica, isso acaba fazendo com que o cimento sofra diretamente os impactos da mudança de temperatura e quebrando. Outra coisa importante é sempre pensar na manutenção e acesso deste tipo de espaço, facilitando em caso de vazamentos ou infiltrações.

 

8 – Problemas com central redutora de pressão

Toda edificação com coluna de água superior a 40 metros de altura, por regra técnica, precisa de uma estação redutora de pressão. Esse cálculo deverá ser feito por um Arquiteto projetista para dimensionar a pressão, evitando problemas sérios nos demais elementos como torneiras e válvulas de descarga e gerar patologias maiores na edificação.

 

9 – Retorno de espumas nos ralos de lavanderia/ área de serviços

Esta falha está diretamente ligada a má execução ou implementação do projeto hidráulico. Para evitar que esse tipo de coisa aconteça, devemos utilizar sempre um ralo antiespuma, evitar que a água da máquina de lavar saia direto na caixa sifonada, gerando acúmulo de dejetos e espumas. Sempre prever um tubo de queda independente para as ligações dos ramais de esgoto das áreas de serviço dos primeiros pavimentos e por último, dimensionar um ramal correto para a pressão de água da máquina de lavar, caso contrário, haverá o transbordamento de água pelo piso.

 

10 – Materiais de má qualidade ou incompatíveis

Utilizar tubulação de água fria em uso de água quente, por exemplo é uma falha comum nesse tipo de trabalho. Utilizar tubulações para baixas pressões em um sistema de alta pressão certamente vai dar dores de cabeça grande. Utilizar materiais de bons fabricantes é outro fator importante, muitas vezes existem variações de tubos para certas conexões, esteja atento!

 

11 – Realizar o projeto sem mão de obra especializada

Por último, mas não menos importante: Acertar na contratação da equipe para executar o projeto é fundamental. A escolha do profissional nesse caso é a cereja do bolo. Um prestador que não seja capacitado e não tenha a experiência para fazer o serviço, pode omitir ou descumprir normas técnicas importantes para o bom funcionamento, e a execução da obra ou reforma pode se transformar em uma grande cabeça.

 

E aí, conseguimos ajudar você? Ficou alguma dúvida?

Economize tempo e dinheiro com especialistas em encanamento e receba um orçamento rapidamente. A TUBOTECH conta com os melhores encanadores em Porto Alegre e região metropolitana com serviço voltado para excelência, metodologia e custo justo para te auxiliar da melhor maneira.